Marcílio empata com Fluminense e está de volta à Série A

O Clube Náutico Marcílio Dias empatou em 2 a 2 na segunda partida das semifinais do Campeonato Catarinense da Série B, contra o Fluminense de Joinville e se classificou para a elite do futebol catarinense em 2019, ano de seu centenário. Os gols do Marcílio foram marcados pelo atacante Abner, um em cada tempo. 


Embalado pela torcida que compareceu em grande número no Estádio Dr. Hercílio Luz, com quase 5000 pagantes, o Marcílio começou em cima, criando várias oportunidades até que aos 12 minutos, em jogada pelo lado esquerdo de ataque, Abner recebeu a bola dentro da área, limpou o zagueiro e, de perna esquerda, marcou o primeiro gol da partida. Para perder a classificação, o Marinheiro teria que levar quatro gols. Aos 29, em bola sobrada dentro da área, o Fluminense empatou o jogo com Edinho, 1 a 1. Fim de primeiro tempo.

No segundo tempo, o Fluminense seguia em busca dos gols que precisava para se classificar. Logo aos 4 minutos, Eric virou o jogo para o time de Joinville. Pouco tempo depois, aos 15, em um contra-ataque, Abner recebeu pela direita e invadiu a área. Antes que pudesse finalizar foi derrubado pelo seu marcador: Pênalti para o Marcílio. Sabiá, que havia a recém havia entrado na partida foi para cobrança, defendida pelo goleiro Paulo Sérgio. 

Nessa altura o jogo estava nervoso, com o Fluminense buscando o gol e o Marcílio usando dos contra-ataques para liquidar o confronto. Em um desses contra-ataques, aos 38 minutos, Dandan fez grande jogada pela esquerda e da linha de fundo cruzou rasteiro, a bola atravessou a área e encontrou Abner que, livre de marcação, marcou o segundo gol rubro-anil. Fim de jogo, 2 a 2.

Após o apito final, os jogadores e comissão técnica fizeram grande festa com a torcida, que não deixava o estádio. O placar do jogo colocou o Marinheiro na primeira divisão do futebol catarinense no ano de seu centenário e também na final da Série B, que acontece em duas partidas na próxima semana. 

Na outra partida, o Metropolitano perdeu de 2 a 1 para o Camboriú mas se classificou devido a vantagem obtida no outro confronto e será o adversário do Marinheiro na final. O primeiro jogo será na próxima quarta, dia 22, em Blumenau, às 20h30, no estádio do Sesi. Já a volta acontece no domingo, dia 29, às 15h, no Estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí. O Marcílio tem a vantagem do empate para estes confrontos.

Visita ilustre
Treinador do Marcílio Dias no final da década de 80, Levir Culpi esteve no Gigantão das Avenidas para acompanhar a partida deste domingo. Ele foi homenageado com uma camisa do Marinheiro com seu nome e o número 88, em alusão ao time do qual comandava conhecido como “Siri Mecânico”, campeão da taça Carlos Cid Renaux daquele ano, e também com uma placa agradecendo-o pelos serviços prestados ao clube. Emocionado, Levir Culpi lembrou com carinho dos tempos de Marcílio Dias e do centro do campo saudou a torcida que, de pé, o aplaudiu.