Organização da Parada da Diversidade promove reunião na segunda-feira

A Associação da Parada da Diversidade de Balneário Camboriú promove na segunda-feira (06), às 19h, na Câmara de Vereadores, a segunda reunião preparatória para discutir a organização da 5ª edição da Parada da Diversidade, que será realizada no dia 18 de novembro.

O primeiro encontro aconteceu no mês passado e contou também com a participação da Associação das Mães Pela Diversidade, que abrirão a caminhada deste ano. 
O percurso deverá ser o mesmo do ano passado com concentração na Barra Sul, seguindo em direção a Praça Almirante Tamandaré. 


“Haverá trios elétricos temáticos e presença das drag's da cidade e região. Blocos das transexuais e lésbicas e festa de encerramento em uma casa noturna. Estamos buscando apoio de empresas, bem como de alguns aplicativos. Além disso, vamos realizar uma palestra sobre o tema homofobia e trabalho aos gays”, disse Fernando Lisboa, um dos organizadores.

Apoio logístico
Como em outros anos, a organização deve encontrar dificuldades na Prefeitura, que insiste em desprezar o evento. "Nunca pedimos dinheiro para a Parada, apenas apoio logístico, como banheiros químicos e a organização do trânsito na Avenida Atlântica, até mesmo pra garantir a segurança dos participantes. A expectativa é que a Prefeitura nos dê apoio, porém, por garantia de direitos, vamos protocolar pedido junto ao MP", afirma Lisboa.

No ano passado, a organização precisou acionar o Ministério Público para garantir a realização. A juíza Adriana Lisbôa, da Vara da Fazenda Pública, determinou que a prefeitura permitisse o evento.

A decisão teve por base o princípio da igualdade e foi dada em resposta a um mandado de segurança proposto pela 6ª Promotoria de Justiça.

Esse tipo de evento recebe apoio, inclusive financeiro, em várias cidades do país, principalmente, porque se for bem explorado pela administração municipal, movimenta todo o setor do turismo, seja na rede hoteleira, gastronômica ou nos equipamentos turísticos.