A poucos dias da eleição, Justiça aceita denúncia contra Piriquito

A 2º Vara Criminal de Balneário Camboriú aceitou na quinta-feira, dia 13, denúncia contra o ex-prefeito de Balneário Camboriú, Edson Renato Dias, o Piriquito e outros cinco acusados por crimes contra a administração pública, na Operação Trato Feito, deflagrada pelo Ministério Público, em 2014, também em período eleitoral.


De acordo com as investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), foram encontradas irregularidades na Passarela da Barra e em outras obras. Um dos acusados, Niênio Gontijo, que foi presidente da Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Balneário, responsável pela construção da Passarela, faleceu em 2017 após uma batalha contra o câncer.

Piriquito, que é candidato a deputado estadual, disse a reportagem do Fala Litoral, que estão requentando a notícia de 2014 e que vai provar sua inocência. "Não devo nada, vou fazer minha defesa assim que intimado e vencer mais uma das investidas que fazem para prejudicar minha carreira política" disse.