Mariani faz compromisso com a construção civil de Balneário Camboriú

Desburocratização na emissão de licenças, valorização da pequena e micro empresa, atenção ao desenvolvimento das cidades e empenho pessoal na luta por investimentos federais. Eis algumas das bandeiras levantadas pelo candidato ao governo Mauro Mariani, da coligação “Santa Catarina Quer Mais”, durante reunião com o Sinduscon e outras entidades de Balneário Camboriú, na última sexta-feira.


Empresário, Mariani ressaltou que também sente na pele as dificuldades em empreender no Brasil. “O cidadão quer instalar uma empresa e sofre um ‘pelotão de sabotagem’. Parece que quer instalar uma atividade criminosa. Temos de prestigiar quem produz, gerando emprego e renda”, destacou ele, que pretende simplificar e agilizar cada vez mais a emissão de licenças no IMA (Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina), ex-Fatma. Para tal planeja investir em tecnologia e aumento de pessoal. “Temos quase R$ 70 bilhões em projetos parados na Fatma. Precisamos avançar”.

Mariani também prometeu dar uma atenção especial às micro e pequenas empresas, que representem mais de 70% dos empregos gerados no Brasil.

Foco nas cidades e no turismo
O candidato ao governo ainda reforçou que pretende criar uma estrutura dedicada ao desenvolvimento dos municípios e voltou a destacar que o turismo será um eixo de desenvolvimento importante em sua gestão. “Hoje o setor representa 30% do PIB sem o Estado fazer muita coisa. Em nosso governo vamos dar uma atenção especial ao turismo, a “indústria sem chaminés”, importante gerador e emprego e renda”.

Investimentos federais
O emedebista ainda prometeu engajamento total na luta por investimentos federais, como para a duplicação da BR-470, BR-280 e BR-282. “O governador precisa abraçar essas iniciativas ao lado da bancada federal e eu serei incansável nesse processo na luta por essas causas”.