Pacientes faltam à consultas agendadas com especialistas e prejudicam outros pacientes

“Faltar a consulta faz mal à saúde”. A frase está num cartaz estrategicamente colocado no Posto Central para alertar os pacientes. O motivo é o grande volume de faltas nas consultas com especialistas. De janeiro a setembro deste ano, dos mais de 45 mil agendamentos feitos pela Secretaria de Saúde de Balneário Camboriú, cerca de 20% dos pacientes faltaram.


“Cada vez que um paciente falta ele acaba prejudicando outro paciente, que poderia ter sido atendido nesta vaga de consulta. É um problema grave, e como o cartaz diz, faz mal à saúde porque acaba afetando toda a rede de pacientes que precisam de atendimento médico especializado”
, alertou a secretária de Saúde, Andressa Hadad.

Na cardiologia geriátrica, mais da metade dos pacientes faltaram. Dos 1031 agendados, apenas 466 compareceram. Na oftalmologia, 1041 pacientes não compareceram nas consultas com o especialista, totalizando 17,5% do total dos atendimentos que estavam agendados. Na periodontia, o volume de faltas também foi elevado. Das 2443 consultas agendadas, 757 faltaram (31%).


As consultas com endocrinologista também tiveram grande percentual de faltas. Na endocrinologia geral foi 21,92%; na geriátrica 31,69% e na pediátrica 16,96%. Os pacientes também estão faltando nas cirurgias. Na cirurgia geral grande houve 18,54% de abstenção, na cirurgia geral pequena foi 24,12%; na cirurgia pediátrica foi 22,85% e na cirurgia plástica 14,29% de faltas.

Os atendimentos são confirmados até 15 dias antes da consulta, por telefone pela Secretaria de Saúde. A partir do contato, o morador tem dois dias para comparecer à unidade de saúde e confirmar a consulta. Caso ele não confirme no prazo, a consulta será agendada com outro paciente. Mesmo após a confirmação, caso ocorra algum imprevisto, o paciente também pode reagendar. Para isso, basta ir até a Unidade de Saúde, onde será feito o reagendamento.