Bolsonaro, presidente eleito do Brasil se compromete em respeitar Constituição e diz que cortará privilégios

Fonte: https://www.msn.com
"Uma nação livre, democrática e próspera. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos".
Antes de ler seu discurso de vitória, Bolsonaro fez uma oração, atendendo a um pedido do Magno Malta (PR-ES). O presidente eleito também agradeceu aos médicos que o trataram e aos hospitais que o atenderam após a facada que sofreu em Juiz de Fora (MG), em setembro. 

Em pronunciamento feito no início da noite deste domingo, 28, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) comprometeu-se a respeitar a Constituição e assegurou que seu governo respeitará as liberdades individuais. Ao encampar um discurso de unidade, Bolsonaro também se comprometeu a enxugar o Estado brasileiro, eliminar o déficit público e recuperar a imagem do País no exterior.


"Meu governo será defensor da Constituição, da democracia e da liberdade", afirmou Bolsonaro. "Este é um País de todos nós, brasileiros natos e de outras nações." O presidente eleito também fez um chamamento aos agentes políticos que queiram aderir ao governo. "Neste projeto que construímos, cabem todos aqueles que tenham o mesmo objetivo que nós."

Veja o pronunciamento:
https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/videos/945681038957259/

Ao falar sobre a necessidade de um ajuste nas contas públicas, Bolsonaro disse que "o déficit público primário deve ser eliminado o mais rápido possível. E se comprometeu a reduzir o inchaço da máquina pública. "O governo dará um passo atrás, reduzindo estrutura, cortando benefícios e privilégios", disse o presidente eleito.

Ao reforçar o discurso de renovação, Bolsonaro ressaltou que o País hoje precisa de "mais Brasil e menos Brasília". E prometeu também "recuperar" a imagem do Brasil no exterior, atacando a política externa adotada por seus antecessores. "Libertaremos o Brasil e o Itamaraty das relações internacionais sui generis a que foram submetidos nos últimos anos", afirmou o deputado. "Recuperaremos o respeito internacional pelo nosso Brasil."