“Direito Sistêmico e as Constelações na Resolução de Conflitos”, será tema de workshop em Balneário Camboriú

Técnica inovadora está sendo usada em 17 tribunais de Justiça e tem resultados surpreendentes na solução de conflitos.

O juiz Sami Storch, pioneiro na utilização das Constelações no Judiciário brasileiro, estará em Balneário Camboriú, na próxima quarta-feira (14), para um workshop sobre “Direito Sistêmico e as Constelações na Resolução de Conflitos”. O evento será no Sibara Flat e as inscrições estão abertas.

As Constelações foram criadas pelo filósofo alemão Bert Hellinger, nos anos 80. De acordo com este método, os problemas enfrentados por um indivíduo podem ser fruto de fatos graves ocorridos no passado por ele ou por membros da família e até de outras gerações. 

O magistrado é pioneiro na utilização das Constelações no Judiciário Brasileiro. Seu uso foi feito pela primeira vez em 2012 e devido ao grande sucesso a técnica vem sendo utilizada em 17 tribunais de Justiça. Na Vara de Família, todos têm obtido uma média de 80 a 90% de conciliações e alguns tribunais chegam a 100%.



Os interessados em conhecer mais sobre a técnica das Constelações têm uma grande oportunidade de aprender com o pioneiro, juiz Sami Storch, e com outros cinco profissionais da área. O workshop sobre “Direito Sistêmico e as Constelações na Resolução de Conflito” será realizado na quarta-feira (14), das 9h às 17h30, no Sibara Flat Hotel, em Balneário Camboriú. As inscrições devem ser feitas no site http://site.direitosistemicoinnovare.com.br e custam de R$ 175 a R$ 350. As vagas são limitadas.