PREFEITURA DE CAMBORIÚ

Lacre de rede de esgoto irregular é rompido e Prefeitura encaminha caso para abertura de inquérito

Após denúncias de moradores sobre o rompimento de um lacre feito no dia 1º de janeiro, em uma rede de esgoto irregular de um prédio residencial na Rua 1201, equipes da Prefeitura, por meio de órgãos ambientais, foram ao local nesta quarta-feira (2) e constataram que o lacre havia sido retirado. 


As equipes das Secretarias de Obras, Meio Ambiente, Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, EMASA e Guarda Ambiental re-inspecionaram a rede, inclusive com teste de corante, e confirmaram que o lacre foi rompido e o esgoto estava novamente desembocando no Canal do Marambaia, sendo considerado reincidência de crime ambiental. Por esse motivo, o responsável pelo condomínio foi conduzido à delegacia pela Guarda Ambiental, para confecção de Boletim de Ocorrência e abertura de inquérito por crime ambiental. Funcionários da Secretaria de Obras lacraram novamente a saída irregular da rede. 

O prefeito Fabrício Oliveira também acompanhou a ação. "Podemos dizer que esse lacre foi rompido de maneira totalmente errada e agora a Guarda Ambiental vai conduzir o responsável até a delegacia para podermos fazer um BO e solicitar abertura de um inquérito para apurar os fatos como crime ambiental, apresentando as provas que temos", relatou o prefeito, ressaltando que é preciso que cada morador cobre do síndico do seu prédio sobre a regularidade da rede pluvial, para evitar esse tipo de ação, "porque nós vamos responsabilizar quem estiver com a rede irregular, jogando esgoto no Canal". 

Só na região da Bacia do Marambaia mais de 23 mil imóveis já foram inspecionados pelo Programa Se Liga na Rede, da Emasa. Em novembro, após notificações, os lacres das redes de esgotos irregulares começaram a ser feitos. 

Os moradores que tiverem os esgotos lacrados podem procurar a Emasa para se regularizar. A Autarquia Municipal está localizada na 4ª Avenida, nº 250. Dúvidas e informações pelo telefone 0800 643 6272 ou no Whatsapp da EMASA (47) 3261-0000.