PREFEITURA DE CAMBORIÚ

Justiça nega liberação do Jaguar



A defesa do motorista Evanio Wylyan Prestini, acusado de duplo homicídio e tentativa tripla de homicídio, pediu a liberação do veículo Jaguar que está no pátio da polícia. Mas a juíza Camila Murara Nicoletti, da Vara Criminal de Gaspar, negou o pedido. Ela entendeu que ainda podem ser necessárias perícias no automóvel e decidiu indeferir o pedido. A decisão foi acrescentada ao processo na tarde desta segunda-feira (11). Em trecho do documento a juíza afirma que: “Ainda não foi concluída a perícia determinada pelo Delegado da Polícia Civil”.

Motorista está preso

O motorista do veículo, Evanio Wylyan Prestini, de 31 anos, continua no Presídio Regional de Blumenau. Pelo menos dois pedidos de liberdade já foram negados pela justiça. Ele dirigia um Jaguar pela BR 470 quando invadiu a contra mão e bateu em um Palio que vinha no sentido contrário, resultando na morte de duas jovens: Amanda Grabner Zimmermann e Suelen Hedler, deixando mais três feridas. O fato ocorreu na manhã do dia 23 de fevereiro. O teste de bafômetro apontou que o motorista do Jaguar estava embriagado.